Uma noite japonesa para o fim de semana

08 de Julho de 2015

Aqui no Vamos Receber, basta falar em uma noite japonesa que, de hashis a postos, todo mundo se anima. Muitas vezes nos perguntamos o porquê dessa vontade sempre presente de degustar uma boa iguaria japonesa.

Talvez seja pela beleza dos pratos coloridos que, no seu conjunto, formam mosaicos a instigar os olhos e o paladar, talvez seja pelo prazer de dividir tudo com todos, invocando o sentido mais agradável de fazer uma refeição em conjunto: compartilhar e, assim, mais que o corpo, alimentar o espírito.

Além disso, mesmo que deixemos a poesia de lado, uma noite japonesa é uma alternativa prática, descomplicada e ao mesmo tempo deliciosa para receber os amigos em casa.

Pensando nisso, hoje mostraremos por aqui uma mesa pensada para uma noite assim. Nela, o temático cede lugar ao eclético com um resultado surpreendente, deixando todos à vontade para degustar suas comidas e bebidas favoritas enquanto a conversa flui animada.

Em vez de flores, os mais variados pratos, com o belíssimo colorido dos peixes e frutos do mar, preencheram o centro da nossa mesa.

Dispusemos graciosos pratinhos e porta-shoyu, ambos com motivos de pássaros, assim como hashis e os respectivos descansos, que formam um conjunto próprio para comida japonesa, sobre jogos americanos de linho cashmere, um cinza azulado que é uma graça, tudo by Vestindo a Mesa.

Para complementar, jarra para shoyu que compramos na Liberdade, guardanapos de linho no mesmo tom dos jogos americanos, também da Vestindo a Mesa, e porta-guardanapos de peônias vermelhas da Couvert, para dar destaque ao mesmo tom presente nos pratos.

Naquela noite, além de saquê, servimos vinho e água, razão pela qual cada lugar à mesa foi montado com um copo masu de madeira, que compramos na Liberdade, uma taça de cristal para água com lapidação incrível da Vestindo a Mesa e uma taça sommelier. Assim, todos os paladares receberam a devida atenção.

Como mencionamos acima, a comida foi um dos grandes protagonistas na decoração da nossa mesa, impecavelmente preparada, saborosa e um deleite para os olhos.

Não poderíamos ter recorrido a outro restaurante que não o Nakka, um dos nossos favoritos aqui em São Paulo A apresentação dos pratos é simplesmente impecável. E o sabor é de comer rezando. Divino!

Nosso cardápio para a noite japonesa incluiu temakis de atum e salmão, sashimis, bateras – um dos que mais amamos – uramakis, sushis de atum, salmão, robalo e lula trufada – incrível – edamame, hot roll philadelphia, tartar especial, carpaccio de salmão trufado e shimeji.

Para sobremesa, nossa escolha foi um delicioso brigadeiro com morango e farofa de castanha de caju também do Nakka.

A cozinha japonesa envolve não somente a comida, mas também a apresentação dos pratos e, principalmente, o ritual de degustação de cada um deles. Nossa mesa, apesar de eclética, se mostrou perfeita para isso e a comida - bem, a comida cumpriu com todo louvor sua função.

Não é à toa que ninguém por aqui consegue resistir a uma noite assim.

Serviço
Louça, taças, jogos americanos e guardanapos: Vestindo a Mesa | Travessas: Hime-Ya (Loja da Liberdade) | Porta-guardanapo: Couvert | Comida japonesa: Nakka.
Thais Senna, sua sogra, Maria Emilia Senna, e Adriane Danilovic são apaixonadas por vestir a mesa, especialmente para receber amigos e familiares queridos. O trio comanda o blog Vamos Receber, que traz sempre uma novidade sobre o tema.

ASSUNTOS RELACIONADOS